Tidying Legacy

Gerentes de TI e CIOs de médias empresas conhecem a tarefa: Aplicações e ambientes antigos de TI que embora sejam cada vez menos usados, devem ser operados no Data Center.

Um estudo recente mostra, por exemplo, que muitas empresas que usam SharePoint, estão agora operando 2 ou 3 versões diferentes de SharePoint e várias farms. Todos estão falando de SharePoint 2013, SharePoint Online/Office 365 e o novo SharePoint 2016 - mas atualmente farms antigas de SharePoint 2007 e 2010 ainda representam custos elevados.

O problema central das plataformas de legados é o aumento incessante dos custos para se manter elas em operação. Hardwares antigos, sistemas operacionais antigos e softwares de backups antigos tem manutenção cara. Contratos de suporte e manutenção, se ainda vigentes, são também muito caros.

Mas o que fazer com os fluxos de trabalho, desenvolvimentos in-house e todos os dados que foram acumulados no SharePoint  2007 ou 2010?

A solução para essas e outras aplicações de legados pode ser uma migração para Nuvem Privada Virtual.

O mesmo se impõe a aplicações implementadas e que rodam em Windows Server 2003 ou SQL Server 2005. O suporte da Microsoft para esses servidores acabou. Uma migração é geralmente difícil e cara, então não vale a pena. Mas desligá-los também não é uma opção válida para muitos, devido a possiblidade de haver dados importantes de referência neles, que embora utilizados por poucos usuários, deve ser mantido por 5 ou 10 anos. O risco de plataformas legacy surge aqui: Os fabricantes não oferecem mais suporte nem patches. O time de Admin geralmente não possui o know-how para continuar no cuidado de sistemas antigos. O que fazer com o risco que surge nos relatórios?

Outra plataforma de legado também frequentemente usada é o Lotus Notes/Domino. Nos anos 90 muitas aplicações de workflow eram usadas no formato de base de dados do Notes, emails eram gerenciados com ele e a plataforma Lotus Notes servia todos os usuários em operação internos da empresa. Em meados de 2000, muitas empresas padronizaram o ambiente de email com Exchange e Outlook. Os que seguiram com Lotus Notes geralmente foram pequenos grupos de usuários e muitos usuários de aplicações de workflow, para os quais uma mudança (novo desenvolvimento em distinta plataforma, por exemplo) não é uma opção válida.

  • O CIO/Diretor de TI se livra dessas aplicações desde seu inventário e do seu Data Center
  • A aplicação roda isolada em um ambiente terceirizado na nuvem
  • A conexão entre a rede corporativa/Data Center e Nuvem Privada Virtual pode ser muito bem controlada, como por exemplo erros na aplicação de legado que não estão espalhados, worms e virus de plataformas antigas ou com patches mal executados
  • Backup e arquivamento de longo prazo em armazenamento na nuvem se torna muito fácil
  • Acesso a especialistas externos, que tem mais experiência com a plataforma antiga pode ser facilmente implementado e também permanece limitado a VPC
  • Clientes dessas plataformas podem ser removidos via Desktop na Nuvem (Ambiente de trabalho AWS), o que está a favor dos administradores de desktop Windows, já que eles não mais tem que instalar, configurar, realizar o patching e oferecer suporte a clientes antigos nos atuais Desktops/Notebooks Windows. Os clientes podem ser operados junto com servidores na VPC por experts na plataforma de legado.
  • E por último porém não menos importante: Plataformas de legado geralmente tem um número cada vez menor de usuários. Geralmente a plataforma interna foi criada para 10.000 usuários, mas atualmente somente uma fração desses usuários utiliza a aplicação uma vez ou outra. Isso representa que, na nuvem, um ajuste correspondente pode ser feito, para reduzir o custo massivamente, por exemplo, pela degradação de cluster de alta disponibilidade ou redução para grandes servidores.
  • Quanto menor o número de usuários, menor será o custo da plataforma. Na Nuvem AWS também o número de máquinas virtuais podem em um segundo momento reduzir, se menos usuários forem necessários, ou a plataforma pode ser habilitada somente durante certos períodos operativos e então você irá pagar somente por algumas horas, nas quais a plataforma estiver realmente rodando.